Arquivo mensal: março 2012

Nada

Às vezes eu sinto vontade de escrever. Não ”escrever sobre jogos”, ”sobre filmes” ou ”pseudo-reflexões” como eu geralmente faço. Apenas vontade de escrever. Sem nenhum tópico, assunto ou propósito.

É tentador escrever sobre ”nada”. Você não precisa pesquisar sobre o assunto cujo qual está dissertando. Afinal você sabe tudo o que se tem que saber sobre ele, ou seja, nada. Além do que isto lhe dá uma liberdade incrível, não há grilhões que o prendam quando não há o que se seguir.

Nem tudo são flores no entanto. A liberdade total vem com um preço. Acaba tornando-se difícil manter-se muito tempo falando sobre o nada sem acabar se desviando para algo. Sem contar com questões pseudo-filosóficas, como ”se você escreve sobre o ”nada”, você não está automaticamente transformando-o em alguma coisa?”.

Mas talvez o maior problema seja a duração dos textos. Não importa o quanto você se esforce, sem se ter um assunto é difícil continuar desenvolvendo um texto por muito tempo, e não é incomum que ele termine por acabar abruptamente.

Anúncios

Trilogia ”Feast”

Volta e meia eu escuto a afirmação de que ”o universo é cíclico”.

Sempre haverão guerras; grandes impérios sempre cairão; o livro sempre será melhor que o filme. Algumas coisas tendem a se repetir diversas vezes durante nossa vida e, quando penso sobre a minha vida, uma das constantes mais fortes são os filmes de terror.

Não importa o quanto eu tente acabar com isso… sempre volta.

De tempos em tempos eu decido dedicar meu tempo livre à assistir filmes deste gênero, desde os thrillers mais tensos e inteligentes até os slashers descerebradosE foi em minha mais recente investida que fui apresentado ao terror/comédia de humor-negro ”Banquete no Inferno” (Feast) de 2005.

Continuar lendo

Saiu o segundo ”Em Outro Castelo”. Podcast sobre Games do blog This Is Happy End, de onde eu faço parte.

Assunto: Todos amam, mas eu ODEIO!

Escute, concorde, tenha raiva e o mais importante, comente lá o/

Em Outro Castelo

Depois de todos os elogios, congratulações e comentários bacanas que recebemos pelo Podcast anterior, resolvemos por tudo a perder falando mal dos jogos mais amados por gerações de gamers! Para que conseguir boa vontade, se podemos queimar pontes? Neste podcast, Maximus, Fake Nerd, Ed Shemp e a mais nova adição ao plantel do blog General do Panda (nem me pergunte) dizem quais jogos eles odiavam enquanto todos pagavam pau!

Ver o post original 354 mais palavras