Post atrasado sobre o Natal

Natal.

Afinal de contas, o que você tem de tão especial, de tão mágico, que faz com que as pessoas tomem atitudes que jamais tomariam em outras circunstâncias?

Em se tratando de datas comemorativas, o Natal pode ser considerado como o vinho dos feriados: quando inebriado por ele algumas pessoas se emocionam, podendo até chegar a chorar, outras demonstram-se felizes sem razão aparente, e ainda temos os que se vestem e/ou agem de maneiras que normalmente seriam condenadas pela sociedade, mas como é Natal está tudo perdoado.

Afinal é importante aproveitar ao máximo a única oportunidade do ano que você tem de vestir aquela sua roupa de duende.

É importante eu abrir um parênteses aqui para diferenciar o Natal de outra comemoração, esta podendo ser considerada a cachaça dos feriados, que seria o Carnaval, onde as mesmas regras se aplicam, no entanto multiplicadas por 10 e muito, mas MUITO mais prejudiciais. Além do que, mesmo que todos conheçamos um Scrooge que não goste do Natal, é bem mais comum pessoas que não gostem do Carnaval e acreditem que este deve ser banido dos calendários de todo o mundo, e tornar a simples menção a esta festividade um crime punível com decapitação imediata.

Sinto muito, estou perdendo o foco. Permitam-me tentar retomar meu pensamento, sim?

Então, cerca de dois dias atrás cheguei à conclusão de que deve haver algo realmente mágico relacionado à data em questão. Talvez devido a este ter sido o primeiro ano que cheguei ao fim estando empregado, eu acabei não notando a aproximação Véspera Natal até alguns dias antes da mesma.

Agora, para alguns pode parecer estranho alguém deixar uma data tão conhecida quase passar desapercebida, no entanto minha ânsia por esta deveu-se por muitos anos aos presentes que eu poderia receber, que desde minha maioridade deixaram de ser brinquedos, aparelhos eletrônicos e outras coisas das quais eu REALMENTE GOSTO para se tornarem roupas e perfumes. Assim sendo, meu hype com relação ao Natal teve uma queda brusca nos últimos anos.

Ok, sei que esta imagem tem sido muito utilizada, mas ela define muito bem a situação.

Mas continuando, assim que fui lembrado em meu trabalho que o Natal estava tão perto eu decidi não ligar mais para o ele. Eu iria ignorar totalmente aquele clima festivo:

-Danem-se os presentes. Já não me importo com o que vou receber, se é que irei receber algo.

-Danem-se as festas. Não faço questão de passar esta data em um lugar arrumado e cheio de enfeites.

-Dane-se a ceia. Não quero ter de esperar até meia-noite para comer. O farei quando estiver com fome.

Era isso, eu havia diminuído a grandiosa e over-rated comemoração à apenas mais um dia, onde iria simplesmente ficar com minha família e, mais tarde, visitar meus amigos queridos e ter bons momentos junto a todos eles. E foi neste momento que eu percebi: ao tentar retirar toda a sua importância, eu acabei apenas me aproximando mais ainda do seu real significado. Eu admito a derrota, você venceu.

Anúncios

2 ideias sobre “Post atrasado sobre o Natal

  1. Marcos Santa Rita

    E o pior, creio que esse ano até presentes decentes você recebeu, não? No fim das contas o que vale no natal é justamente o que você falou no final… passar um tempo agradável com as pessoas queridas =p

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s